terça-feira, 29 de setembro de 2009

Normas de conduta na câmara de vereadores.

Indo na contramão do consenso popular sobre a real utilidade dos políticos em geral, onde meia dúzia de oportunistas compromete a atuação de todas as casas legislativas, devo dizer  que uma câmara de vereadores atuante faz toda a diferença na vida de uma comunidade. Em Porto Alegre tivemos grandes políticos que discutiram a cidade e tiveram grandes ideias que mudaram a vida dos portoalegrenses.
Ao contrário de hoje, onde muitos de nossos nobres edis mais parecem interessados com a situação de Cuba, Carácas, Floresta amazônica e não demonstram nenhum interesse nos problemas e soluções do cotidiano de seus munícipes.
Por incrível que pareça foi necessário de um de seus pares tomasse a iniciativa de propor normas básicas de como se portar no ambiente da câmara municipal, tais como a vestimenta.
Foi vaiado por isso, inclusive por boa parte de nossos formadores de opinião que labutam na imprensa escrita, falada e televisionada.
Confesso que de início entrei na onda, mas depois lembrei que sou um trabalhador assalariado e na minha empresa também se exige postura sob pena de, se não quiser me submeter, ser demitido. Nada mais justo que nossos representantes se comportem de igual forma. Até porque, analisando mais profundamente o caso,   a reprimenda do vereador que propôs as normas se dirigiam a um público restrito, mais especificamente a algumas jovens moças em seus primeiros mandatos que pensam puderem tudo por estar na casa do povo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário