sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Mirante de Santa Teresa.



Que saudades da aurora da minha vida onde, de tanto rodopiar, cai, e ao levantar descobri que uma parte de mim ficou no chão em forma de um dente de leite que sinalizava que um ciclo se encerrava e outro começava. Que saudades das tardes de domingos ensolarados, sentado no gramado, com o Guaíba aos meus pés, a cidade tão imensa(ou seria intensa?) ao mesmo tempo tão próxima que seria possível abraça-la, os turistas fazendo mil poses ao estalar das câmeras fotográficas com o azul do ceu ao infinito, eu vendo os jogos no Beira-rio sem pagar e num ponto priveligiado. Quantas determinações me passaram na cabeça e o tempo tratou de sepulta-las ao deslumbrar a imponência das antenas de emissoras como a TV Guaíba, TVE, TVS, TV Gaúcha, Rádio Capital FM, Rádio Cidade FM. O tempo voa.
É lamentável o que deixaram fazer com o mirante de Santa Teresa.
Um lugar belíssimo entregue a marginalidade.
O que era de todos, agora pertence a alguns.
Experimentem em qualquer horário desperdiçar alguns momentos da vida para deslumbrar o charme encantador de Porto Alegre do alto do Morro Santa Teresa para sairem de lá assustados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário