quinta-feira, 5 de novembro de 2009

O MAPA DO CRIME.

Só que o ponto dos assaltos em questão está se tornando numa situação insustentável. Inserindo esta vila formada na última invasão, mais sua vizinha do outro lado da rua, o Jardim Protásio Alves, oriunda de outra invasão, temos uma grande área criada na ilegalidade e sem participação do estado onde os marginais impoem sua lei.
Mas olhando de forma mais ampla a situação fica pior ainda: Esta parte mencionada é apenas a ponta de um iceberg. Olhando ao redor das duas vilas temos outras áreas igualmente problemáticas: do lado de Porto Alegre, temos o Morro Santana, Manoel Elias, Passo das Pedras, Vila Mario Quintana, Porto Seco, Leopoldina, Rubem Berta; do lado de lá, em Viamão, temos as áreas populosas do Jary, Augusta e Santa Isabel.
Todas estas áreas são menções diárias nas colunas policiais nos jornais, com altas taxas de homicídio, tráfico de Drogas, estupros, assaltos, arrombamentos de domícilios e roubos e desmanche de carros. Quem acompanha sabe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário