sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Tem Mais.

E se pensam que a coisa acabou ai, enganam-se: a prefeitura está removendo famílias do vila Dique devido as obras de ampliação do aeroporto para a área do porto seco, próximo ao sambódromo.
A vila dique é outra constante nas páginas policias devido ao intenso tráfego de drogas e disputa pelas bocas de fumo. Atualmente estão de guerra com a vila nazareth, vizinha de rua.
Outra mudança esperada para breve é a chegada da vila chocolatão oriunda da I perimetral, ao lado do ministério da fazenda, que deverá ocupar os lotes atualmente em construção na av. Protásio Alves, 9099.
 Neste caso é cristalino que será uma tentativa inútil da prefeitura tentar retirar aquele povo daquela área privilegiada, bem no centro da capital. Se forem para o morro Santana será apenas para ocupar os imóveis recebidos de graça para, após, venderem e voltarem ao seu ponto de origem. É fácil explicar: a maioria dos seus moradores sobrevive da reciclagem do lixo e no centro têm matéria prima de sobra e é mais fácil de deslocar seus  carrinhos para a coleta, diferentemente da lonjura da Protásio. Claro, há ainda os traficantes infiltrados entre os moradores, que perderiam uma boca de fumo priveligiada que abrange toda a cidade.
Imagine o paiol que está se montando na zona leste?

Nenhum comentário:

Postar um comentário